Renascimento

Luz Branca


Luz Negra


Título: Renascimento

Técnica: Acrílica sob tela

Local e data de criação: Jaboticabal/SP, 30/11/19

Número de identificação: 00028-4

Dimensões: 30 cm x 20 cm​​​​​​​

Proveniência: Coleção particular de Luís Paulo Campos Costa em Campo Grande-MS.

DESCRIÇÃO:

Obra inspirada no verso da música "Amor de Índio de Milton Nascimento: "Todo dia é de viver para ser o que for e ser tudo".

Nesta obra procurei mostrar o vôo vitorioso da Fênix renascida. Que se lança ao infinito da sua existência.

Usando todas as cores do arco-íris no fundo, procurei contemplar todas as frequências das mais baixas (vermelho) até as mais altas (violeta), mostrando, assim, a transmutação das energias mais densas para as mais sutis. Tudo isso protagonizado pela fênix.

O formato das asas lembram em seu vazio o formato de um cálice e o sol/lua a hóstia sagrada. E quem observar bem verá uma cruz no corpo da Fênix, simbolizando o renascimento de Cristo.

É um quadro que traz consigo a força de renascer e transmutar todos os dias as energias. E o que não é a vida senão uma sequência de renovações?!